Teoria das Cores

Você sabia que a teoria das cores não surgiu na atualidade? A mais antiga foi a criada por Aristóteles, um filósofo grego. Ele chegou a concluir que as cores eram propriedades dos objetos, assim como peso, textura e etc., mas anos depois Leonardo da Vinci afirma que a cor é uma propriedade da luz e não dos objetos em si. Logo depois disso, Issac Newton começa a fazer estudos e experimentos sobre a influência da luz na formação das cores. Um dos seus experimentos mais famosos sobre o assunto, é o do prisma triangular, que anos depois se torna capa de um dos discos mais escutados do Pink Floyd. Nesse experimento ele põe um prisma triangular em frente a um feixe de luz que quando o atravessa resulta na criação do espectro, um conjunto de 7 cores que hoje chamamos de arco-íris.

Prisma de Isaac Newton (ou capa do Dark Side of the Moon do Pink Floyd)

Hoje nós dividimos essas cores em alguns grupos:

Primárias: São consideradas as cores mais básicas do círculo cromático, são elas o amarelo, vermelho e o azul. Essas cores são chamadas de RGB, muito empregadas em projetos criativos para web.

Secundárias: Essas cores são a junção de duas cores primárias. (exemplo: amarelo + azul)

Terciárias: Já as terciárias são o resultado de uma combinação de uma cor primária com uma secundária. (exemplo: amarelo + laranja)

Neutras: Branco, preto e diversas tonalidades de cinza, porém também são neutras as cores de baixa tonalidade, como por exemplo um tom avermelhado de baixa tonalidade.

Entretanto, existe um outro estudo que procura entender como as cores agem no nosso cérebro, a Psicologia das Cores. Ela diz muito sobre como as cores podem transmitir para nós sensações, tanto psicológicas quanto fisiológicas. Doido né? Mas cada cor tem uma grande influência sobre nós e essa mesma influência muda de acordo com a cultura de um povo, sua criação e etc. Em geral, essa psicologia é frequentemente utilizada pelo setor criativo de uma empresa, tentando sempre transmitir as ideias da sua marca, campanha ou o que desejar passar para o seu público através dela. Vou te mostrar alguns exemplos do que uma cor pode transmitir para as pessoas:

Vermelho - Normalmente utilizada em Call to Action (CTA), pequenos jargões como: "compre agora" ou "Saiba mais", por ser uma cor que promove a ação ou quando se quer transmitir uma urgência em algo. Essa cor também é muito vista em marcas de Fast Food por significar fome e desejo.

Verde e Azul - São cores que transmitem paz, tranquilidade, saúde e frescor, muito usadas em hospitais, restaurantes saudáveis e em cosméticos de skin care por exemplo. A cor verde também pode transmitir o sentimento de nojo ou inveja dependendo de onde ela for aplicada.

Violeta - Essa cor está muito relacionada com espiritualidade e sabedoria.

Preto - Costuma trazer a sensação de sobriedade, elegância, frequentemente usada em ambientes coorporativos ou em marcas de perfume.

Amarelo - Já o amarelo sinaliza atenção ou perigo, vemos muito em placas né? Ainda assim, dependendo do tom empregado também pode transmitir uma ideia de otimismo e felicidade.

É preciso entender e buscar informações sobre as cores, uma escolha errada pode acabar trazendo um resultado que a gente não estava procurando. O importante é sempre fazer testes com o seu público para poder ter o melhor resultado possível.